O UX Design, ou User Experience Design, é uma área da comunicação que abrange a experiência como um todo do usuário seja com uma empresa, marca, seus serviços e produtos. Diferentemente do que muitos pensam, a área não é nova, mas vem ganhando cada vez mais notoriedade com o surgimento de novas tecnologias.

O design da Experiência do Usuário se preocupa com o ponto de contato de um produto/serviço com as pessoas. Este processo pode ocorrer na produção de um website, aplicativo, uma máquina, entre outas plataformas de interação. 

Inclusive fizemos um Webinar com o mesmo tema deste artigo aqui na ITSS no mês de outubro. Mas se quer conhecer um pouco mais sobre este assunto continue lendo este material.

O uso do conceito pode ser utilizado em qualquer marca, produto ou serviço pois está diretamente ligado a relações humanas.  Vale ressaltar que cada usuário se relaciona com a marca de uma forma diferente e muito pessoal, no entanto o UX Design atua para atingir positivamente o maior número de pessoas, sempre apoiado por pesquisas e testes em todos os processos.

Essa percepção agradável nos consumidores é fundamental, uma vez que ela é capaz de potencializar todo o investimento em desenvolvimento e comunicação. Quando um consumidor tem um bom relacionamento com as marcas, cheio de boas experiências, aumenta, e muito o valor percebido dos produtos e serviços. Este bom relacionamento é capaz de alcançar um grande número de consumidores fiéis à marca. 

No decorrer desses processos são recolhidos dados importantes sobre o consumidor e sobre os aspectos que demandam melhorias, garantindo maior assertividade nesses pontos.

Dentro desta prática são realizadas pesquisas sobre o comportamento do usuário, mensuração e coordenação de interações físicas e cognitivas, assim como a coordenação, projeção e desenvolvimento de processos para facilitar a experiência e satisfazer o usuário. 

Neste artigo você conhecerá alguns dos conceitos básicos e poderá ter alguns insights de como aplicar os conceitos UX design.

Todo usuário tem necessidades que precisam ser supridas, essas são algumas das que não podem ser ignoradas. Para se conectar com o cliente e colocá-lo no centro do seu negócio, é preciso atender a essas necessidades, para assim findar com suas dores.

Por que devo ter um profissional de UX na minha equipe?

Sempre vai existir o UX Design, mesmo que não haja planejamento, uma vez que é certo que o usuário terá uma experiência com o produto ou serviço, seja ela boa ou ruim.

Por isso, a existência de um profissional dedicado exclusivamente ao estudo dessa interação pessoa x produto, ou, produto x máquina é de suma importância. Assim, ao não ter ou negligenciar esta relação pode levar à perda de todo o processo, se tornando um fracasso para o negócio. 

Nas vezes em que a experiência do usuário não está inserida no planejamento da empresa, podem ser criados produtos e serviços com excelentes funcionalidades, mas que não são bem aceitos pelos seus usuários, o que é péssimo para qualquer negócio.

Mas por que isso ocorre? 

Quando essas situações acontecem provavelmente foi porque não houve uma avaliação consciente das características e funcionalidades do produto. Então, o que um designer UX pode entregar ao cliente?

Trata-se de um trabalho fundamentado em pesquisas e testes. Por isso, cada situação enfrentada por este profissional é singular e exige propostas diferentes, variando conforme a etapa em que o projeto se encontra e para quem é destinado.

Por que valorizar a experiência do usuário? 

A experiência do usuário sempre foi decisiva, antes mesmo da disseminação do uso dos dispositivos móveis, ela já era fator importante na criação tanto de produtos quanto de interfaces em geral. 

A valorização desta interação é crucial para empresas por contribuir diretamente para o aperfeiçoamento dos mecanismos e, consequentemente para a geração de uma imagem mais positiva perante o consumidor.

Com a expansão do uso dos dispositivos mobile, a experiência do usuário passou a ter ainda mais importância para as empresas uma vez que ela deve ser norteadora de todos os pontos de contato com as suas personas.

Por isso é fundamental proporcionar interações amigáveis e intuitivas, que não demandem alto esforço cognitivo de pessoas (que já são bombardeadas por informações o tempo todo).  

Como funciona a experiência no UX Design?

A experiência envolve todas as sensações obtidas no contato com o produto (ou serviço), partindo do momento em que se observa ou se tem conhecimento da sua existência, passando pelo seu uso de fato, pelas sensações do usuário, a sua manutenção até o momento em que se se desfaz dele.

O UX não funciona sozinho, ele depende de outras áreas para que o usuário tenha a melhor experiência possível com a marca.  Veja as etapas de um processo de UX Design:

Pesquisa

Uma das primeiras atividades é a realização de uma pesquisa de mercado para entender quais são as necessidades dos consumidores. Essa etapa possibilita o desenvolvimento de um produto que se encaixe às suas expectativas.

Divulgação

Cada lançamento é específico e merece dedicação exclusiva, que varia de acordo com público ao qual é destinado, especificações que exigem estratégias de comunicação próprias. No caso do público-alvo é necessário compreender qual é o seu perfil e usar as mesmas ferramentas utilizadas por este público.

Arquitetura da informação

Nesta etapa é preciso unir os dados e verificar se eles encontram-se organizados. No caso de sites, por exemplo, este estudo é fundamental para indicar se o consumidor será capaz de captar e entender o seu conteúdo sem dificuldades.

Aspectos visuais

Antes de ser lançado no mercado, um produto deve estar com um visual interessante, atraente, moderno e em consonância com as expectativas do seu cliente.

Sites para empresas B2B (Business to Business), por exemplo, exigem um design e linguagem mais formais do que uma página de contato direto com clientes finais de produtos eletrônicos. Afinal, o cada público atingido busca experiências distintas.

Interação

Outra preocupação da área de UX é a interação entre os usuários e o produto. Pense em um aplicativo mobile, em que cada comando leva a uma ação específica.

Se um aplicativo foi criado para um restaurante, o cliente deverá ter acesso ao cardápio, a um local para realizar pedidos e a um encaminhamento para o pagamento. Todos estes itens compõem a jornada de uso do produto.

Usabilidade

Este item é a união de todos os anteriores. Quanto mais elaborado for o desenvolvimento do projeto do produto, mais pensada a comunicação e a preocupação com a interação do usuário, mais o cliente será capaz de utilizar todas as suas funcionalidades sem dificuldades.

Imagine a seguinte cena: você compra um eletrônico, tenta manuseá-lo, mas não consegue. Você ia querer devolvê-lo, certo? Uma empresa não pode permitir que isso aconteça, pois isso levaria a uma possível devolução e perda de dinheiro para o negócio.

A mesma linha de pensamento deve ser levada em consideração ao criar um site corporativo ou loja virtual. Muitas vezes, essas ferramentas são a porta de entrada do cliente para o negócio, e como o usuário se sentirá nesta hora é determinante na sua decisão não apenas de continuar na página, como de compra.

Viu como o UX Design é determinante para os negócios? Ele tem como função facilitar o uso do produto para o cliente, além de ser um dos agentes facilitadores de confiança em relação à marca.

O UX Design facilita o uso do produto para o cliente, além de ser um dos agentes facilitadores de confiança em relação à marca

Como nasceu o User Experience (UX)?

O termo UX (User Experience) nasceu nos anos 90, e foi criado pelo engenheiro eletricista Donald Nornam, então vice-presidente do grupo de pesquisa de tecnologias da Apple. A fim de facilitar a percepção do seu papel na empresa, ele teve a ideia de renomear todos os cargos do setor como User Experience Achitect Group.  

Foi dessa forma que surgiu o termo User Experience (UX) Design. E segundo o próprio Norman, a modalidade tem como função ressaltar a importância de se priorizar e promover constantes melhorias na interação humana com qualquer tipo de sistema, produto e até mesmo de serviços.

“Inventei esse termo porque a interface humana e a usabilidade eram muito limitadas. Meu objetivo era cobrir todos os aspectos da experiência de uma pessoa com um sistema, incluindo o design industrial, a parte gráfica, a interface e a interação física”.

E foi assim que profissionais e marcas do mundo todo iniciaram seus trabalhos com interfaces intuitivas em experiência de usabilidade e navegação para facilitar a vida das pessoas e conquistar clientes.

Quanto mais proveitosa for a experiência do usuário desde o primeiro contato (estão inseridos aqui também todos os sentimentos do momento), maior será a satisfação do cliente e maiores são as chances de fidelização.

A experiência deve ser intuitiva, suave e agradável. Não pode faltar prazer e utilidade para o cliente.

Vamos refletir: Sua empresa oferece essas sensações maravilhosas para o seu usuário/ cliente final?

Por que investir em UX?

Criação de produtos específicos para as necessidades dos usuários

O UX Design possibilita a criação de produtos assertivos, capazes de curar as dores dos clientes. Quando o público-alvo é envolvido no processo de desenvolvimento do produto, se eles estão no cerne da criação, certamente serão ouvidos e o produto irá atender às suas necessidades e expectativas.

Todo esse processo irá refletir no próprio negócio. Como? Quanto mais pessoas gostarem e indicarem o produto, maior será o lucro da empresa.

Redução de ajustes no produto final

Uma vez que no decorrer do processo de planejamento e desenvolvimento do produto, o usuário está no centro do projeto, com pesquisas, estudos, testes de usabilidade, etc, certamente haverá menos ajustes após o seu lançamento.  

O UX Designer já testou efetivamente o produto antes mesmo de seu lançamento!

Entre os benefícios deste método está a economia de tempo e dinheiro, devido à possibilidade de uma abordagem mais barata e de fácil execução na correção de possíveis erros, mesmo na fase de esboços. Incrível!

Reflexo na reputação da empresa

Com o investimento em UX Design, o produto entra no mercado gerando menos riscos para a reputação do negócio. De que forma? Vamos pensar se a situação acontecesse da maneira oposta.

Um produto é lançado no mercado recheado de problemas que comprometem sua a usabilidade, proporcionando uma experiência nada agradável ao usuário. É automático que pensemos que esta empresa não deve ser boa.

Viu só? Foi necessária uma única situação para que aos seus olhos a reputação da empresa fosse manchada.

Ao lançar um produto novo no mercado que os usuários adoram usar e que atendem às necessidades deles, a marca fica bem aos olhos dos consumidores. Uma empresa que faz isso muito bem é a Apple.

Ao mesmo tempo, se o oposto for executado e não levar em consideração a experiência de uso, a reputação da empresa pode ir por agua abaixo. Pode ter certeza disso.

Fidelidade ao escopo

Uma das características do UX Design é a definição de um escopo, com objetivos tanto do negócio quanto do UX consistentes.  Ao ter um bom planejamento, os profissionais conseguem entender profundamente as necessidades não apenas de seus clientes como as suas próprias.

Dessa forma é natural que ao priorizar a experiência do usuário e ao trata-la com o cuidado que ela merece, há menos erros, menos desvios de foco e menos mudanças de planos durante a execução do projeto.

Ao definir um escopo com riqueza de detalhes, é muito raro que algo saia fora do planejado, o que contribui para evitar desperdícios de tempo e dinheiro, pois antes mesmo de dar início à execução há a definição de um cronograma e orçamento rígidos.

Aumento da competitividade dos produtos

Com um eficiente UX Design, é possível desenvolver produtos mais competitivos. Percebe a importância disso? Na fase de pesquisa é preciso buscar e entender quais serão os diferenciais do seu produto em relação aos que estão no mercado.

É aí que você sai na frente. Porque simplesmente você fez um incrível e poderoso benchmark e análise de mercado.

Conclusão

O investimento em UX Design pode ser um diferencial incrível para as empresas! Ao planejar e colocar em prática a estratégia de UX, obtém-se redução de custos para o desenvolvimento de produtos, uma vez que os projetos são mais bem definidos e seguem um cronograma correto, dentro de um orçamento correto. E isso também gera muita economia.

Além disso, obviamente, há o benefício indiscutível que usuário terá ao ter contato com o produto lançado.

Depois de ler este conteúdo, acreditamos que você aprendeu um pouco mais sobre o UX Design e como ele pode ajudar no crescimento do seu negócio. Se a sua empresa já tem um profissional da área, ou se você tem alguma outra contribuição para fazer, deixe o seu comentário!