A Tecnologia da Informação vem assumindo um papel de protagonismo no mercado atual. Quando o assunto é Gestão de TI, vale ressaltar que, com a inserção cada vez maior da tecnologia nos mais variados modelos e segmentos de negócios, é impensável que uma empresa não estude as melhores estratégias para agregar valor não apenas aos seus processos internos, mas ao seu negócio como um todo.

Mas antes mesmo de começar a nossa discussão sobre o tema, vamos esclarecer as diferenças entre custo e investimento. Apesar de muito falado, muitos ainda fazem confusão com o tópico, não apenas na área de tecnologia, como em outros segmentos.

O investimento é referente a aplicação de um capital com a finalidade de expandir a capacidade de produção da empresa, gerando expectativa de que o lucro gerado seja maior do que o valor investido.

Os custos, por sua vez, são representados pelos gastos necessários na produção e comercialização dos produtos. Ou seja, representam os gastos para manter o que já é de posse do negócio.

Podemos dizer ainda que os investimentos são realizados principalmente nas empresas e não em TI especificamente, na medida em que é da diferença entre os valores gerados das vendas dos produtos/serviços, e dos custos primordiais para a sua elaboração, que resultará o lucro desejado, no entanto estes valores nem sempre estão vinculados aos ativos de TI.

Esses ativos irão contribuir para que os lucros sejam gerados, entretanto não serão eles os produtos comercializados.

Gere valor para o seu negócio

A partir dos conceitos falados anteriormente, o investimento em ativos de Tecnologia da Informação pode ser visto ora como investimento, ora como custos, variando de acordo com as tarefas que desempenham.

Nas ocasiões em que é visto como custo, pode ser abordado da mesma forma como os demais gastos. Estão incluídas despesas com insumos, energia, publicidade, etc, gastos necessários para o bom funcionamento da empresa, que possibilitam a entrega de seus produtos com maior valor agregado. Assim, o investimento na área de TI é parte fundamental para aumentar o valor de mercado, e consequentemente o lucro do negócio.

Quando os gastos com TI são determinantes para a criação de novos produtos eles integram os investimentos. Neste ponto vale o questionamento: Esses valores são fundamentais para a expansão do negócio ou entrada em novos mercados? Ou apenas ajudarão na criação de valor? 

É importante reforçar que os custos colaboram para o aprimoramento e comercialização dos produtos, devido ao condicionamento à criação de uma identidade frente ao mercado.

Quando devo investir?

Há empresas que veem os gastos em tecnologia como um investimento necessário para a condução do negócio. Os empresários que priorizam a evolução tecnológica não poupam esforços ao adquirir novidades, cientes de que se não o fizerem poderão ficar para trás. Este mercado encontra-se em constante evolução não apenas para as empresas como para os usurários e demais profissionais.

Desse modo, os investimentos são justificáveis, especialmente quando se pondera quais serão os ganhos, mas os cálculos devem ser realizados levando em conta os riscos e erros que podem surgir na caminhada.

É um erro supor que o investimento em tecnologia isente a empresa da dificuldade ou estagnação de crescimento ou que por dar este valor sua ascensão é garantida.

Essa expansão é resultado de outros fatores, e não dependem de montante investido, mas sim de como esse valor será gerenciado, se será responsável e condizente com a realidade da empresa.

Com o que devo me preocupar?

Decidiu que sim, vale a pena investir em tecnologia na sua empresa? Antes de iniciar os trabalhos, avalie se é possível potencializar as ações já executadas.  Mas antes, analise algumas questões, como o tipo de tecnologia, quem irá liderar o projeto, e quais serão os benefícios trazidos por essa aquisição.

Se possível, coloque na ponta do lápis as vantagens e desvantagens desses investimentos, pense no real motivo de fazê-lo e quais serão os valores agregados com ele. Investir por investir pode se tornar uma dor de cabeça e um gasto desnecessário.

O meio empresarial exige o uso de soluções tecnológicas, por isso é fundamental que elas sejam estudadas para ser implantadas da forma correta, abrindo uma série de opções benéficas ao negócio.

Entre essas vantagens podemos citar a maior eficiência na gestão das informações, além de oferecer mais integração com as metas e objetivos e estratégia do negócio.

Se não houver uma análise precisa e consistente, a maior parte dos investimentos se torna custos desnecessários para as organizações, não rendendo qualquer retorno.

Investir em TI é uma necessidade de todas as empresas

Por mais que a tecnologia da informação seja um diferencial competitivo importantíssimo para todas as empresas, ainda há aquelas que não enxergam todo o seu potencial e por isso mantém baixos investimos no setor. Essas companhias acabam tendo o seu desenvolvimento comprometido.

Sua empresa está atenta à importância da tecnologia?

Se não está vai ficar para trás no mercado. Uma TI bem estruturada proporciona aumento na produtividade, redução de custos operacionais, gera mais negócios, e ao final do processo alcança resultados positivos para a empresa.

O produto de uma TI bem organizada não é sinônimo de aumento dos gastos, mas sim a possibilidade de crescimento substancial na margem do lucro do empresário.

Quem mudou de visão está na frente. Muitos empresários ainda veem a área de tecnologia da informação como um custo para o negócio, quando na verdade a área não deveria entrar no balanço financeiro como um gasto, mas sim como um investimento.

Por que? Porque o que é alocado como verba para o desenvolvimento tecnológico do negócio, retorna como resultados positivos no futuro.

Esta visão deturpada faz com que o orçamento da TI fique estagnado, sendo o mesmo ano após ano, acrescido apenas o percentual da inflação, não permitindo que a TI desenvolva soluções funcionais para a empresa.

O resultado não poderia ser diferente: falta de inovações e a organização passa grande parte do tempo resolvendo incidentes, apagando incêndios. Simultaneamente, a concorrência cresce e aumenta a sua clientela, sedentos por novos produtos e soluções.

A TI cria valor para a empresa?

Sim, claro! Sem estes gastos não é possível a criação de novos produtos, e muito menos da sua venda. Aqui não estamos abordando apenas os custos da TI, mas o seu papel na construção de valor. 

Estes gastos colaboram para a elaboração e vendas dos produtos, uma vez que resultar em custos é uma condição necessária para criar valor e consequentemente, lucro.

Os custos são gerenciados por departamentos, que requer competências específicas, por exemplo, para gerir o orçamento de propaganda é necessário conhecimento de mídias.

O responsável por gerenciar os custos de produção deve ter conhecimento não apenas nas máquinas, como também em matérias primas e processos produtivos. Por isso é preciso compreender que custos não são dos departamentos, mas geridos pelos departamentos.

Entregar ativos para a gestão de quem não está preparado, ou não tem a formação ou as competências necessárias para fazê-lo, simplesmente porque é um usuário destes ativos, é um dos maiores equívocos que uma empresa pode cometer.

Dessa forma, é preciso alocar os custos nos departamentos competentes para fazer esta gestão, embora, atualmente a maioria das empresas, equivocadamente, aloque os custos aos departamentos que utilizam os ativos, e pior ainda, fazendo “rateio” de custos de ativos de uso comum.

Não tem motivo para agrupar ativos que apenas dificultam a gestão. As divisões têm a função apenas de cuidar da melhor forma dos ativos colocados sob em sua responsabilidade.

O quanto será investido é uma decisão que cabe aos sócios, e não aos gestores. Esses devem intervir somente na escolha dos ativos que criem valor para a empresa.

Se você notou que a TI da sua empresa é enxergada atualmente como custo e você quer mudar isso, e tomá-la uma importante aliada para alcançar seus objetivos estratégicos, primeiro é preciso analisar qual o papel ela vem exercendo.

Automatização de processos

Um dos fatores que interferem na produtividade das empresas é a execução de processos feita manualmente. Designar um colaborador para coordenar uma atividade que pode ser agilizada com tecnologia é um verdadeiro retrocesso para a geração de negócios e afeta os resultados da empresa.

A adoção da tecnologia na rotina da empresa possibilita racionalizar, otimizar e automatizar processos rotineiros que, apesar da aparência, são essenciais para manter a saúde do negócio.

Se a sua empresa ainda conta com tarefas muito repetitivas, que não exigem pessoas para executá-lo, certamente a TI pode ser uma grande aliada e auxiliar e agilizar a sua realização.

Cuide da sua imagem no mercado

A imagem que a empresa tem diante do mercado é muito importante para a sua saúde, e é uma das responsáveis pela atração de novos clientes. No cenário atual, um negócio que se apresenta de maneira obsoleta e cheia de processos morosos, acabará vendendo uma imagem igualmente negativa.

A imagem é formada em cima do alicerce da organização, representada pelo que é oferecido aos clientes. Agilidade, bom atendimento, preços competitivos e soluções inovadoras. Abrir mão de qualquer uma dessas características fará com que a imagem da sua marca seja arranhada de forma quase que irreversível.

A maneira como todos esses fatores é tratado são diretamente influenciado pelo investimento destinado à sua TI.

Atendimento ágil: um grande diferencial

Processos trabalhados de forma ultrapassada trazem diversos problemas ao andamento da empresa, geram atrasos no fluxo de informações o que acaba refletindo no atendimento fornecido ao cliente. A competitividade do mercado torna impossível demorar a dar um retorno ao cliente. 

O volume de serviços oferecidos e a competitividade com outras empresas tornaram os clientes mais exigentes. Por isso, se você não tem agilidade em tudo que entrega, se não apresenta um retorno assim que a demanda aparece, dificilmente conseguirá mantê-lo em sua base.

Como todos sabemos, conquistar um novo cliente sai muito mais caro do que o valor para mantê-lo.

Atinja os objetivos traçados

Investir em formas para automatizar seus processos não apenas agiliza o seu trabalho como promove melhor realocação de recursos internos na empresa.

De que forma? Bem, se antes você possuía um colaborador dedicado a um processo de apoio, isso quer dizer que era utilizada uma mão de obra com alto custo para realizar uma atividade que poderia ser executada  em segundos por uma máquina, correto?

Pois bem, com a adoção da tecnologia esta pessoa estará disponível para colaborar em consonância com os objetivos da empresa, de maneira muito mais estratégica, contribuindo com a elaboração e execução de projetos importantes para o negócio.

A melhor contribuição que um colaborador pode dar à empresa é o desenvolvimento de estratégias para crescer o negócio. Uma TI bem estruturada possibilita direcionar a equipe neste sentido.

Dados seguros

Um dos ativos mais valiosos hoje são as informações. Os dados gerados interna e externamente são fundamentais na hora de tomar decisões e para o gerenciamento completo do negócio.

As empresas que não investem em tecnologia podem sofrer com a perda dos dados, principalmente se eles estiverem distribuídos fisicamente, o que pode trazer tanto consequências para a sua operação quanto para a sua imagem. Se entrarmos para o aspecto dos dados de clientes o assunto se torna ainda mais grave e exige atenção redobrada.

Em um cenário em que há inúmeras ferramentas disponíveis e eficientes processos na TI para o gerenciamento de dados, como armazenamento em nuvem e softwares de backup eficientes e seguros, chega a irresponsável ignorar que eles existem.

Eficiência na tomada de decisões

Dinamicidade nos processos, eficiência na circulação de informações, e segurança dos dados possibilitam que a tomada de decisões estratégicas aconteça de forma mais eficiente. A competitividade do mercado demanda capacidade de adaptação e mudança de direcionamento estratégico.

Isso só pode ser executado de forma positiva se o gestor ter em mãos todos os dados necessários para tomar suas decisões em tempo hábil. Apenas uma TI estruturada garante à diretoria tranquilidade para liderar seu negócio.

Competitividade no mercado

Um dos resultados mais promissores provenientes do investimento em TI é o aumento da competitividade da empresa diante do mercado. Em nosso cenário atual agilidade e o bom atendimento são valores tão importantes quanto os preços.

Quando a empresa oferece diferenciais que de fato ajudam empresas em seus processos, os clientes não se importam em pagar um valor um pouco mais alto para obtê-las.

Por isso, se a empresa não tem investimentos destinados à TI acaba não sendo capaz de desenvolver soluções que acrescentem valor a ela.

Depois de ler este conteúdo, acreditamos que você ficou convencido do quanto é fundamental ter investimento destinados à TI. Se a sua empresa já tem uma tecnologia forte, ou se você tem alguma outra contribuição para fazer, deixe o seu comentário!