SAP e a Internet das Coisas – O futuro já chegou
ITSS | Consultoria, Soluções e Serviços de TI | SAP Partner > Blog > Internet das Coisas > SAP e a Internet das Coisas – O futuro já chegou

SAP e a Internet das Coisas – O futuro já chegou

  • Posted by: Otavio
  • Category: Internet das Coisas, SAP

Empresas de todos os segmentos vêm sendo impactadas com as mudanças da era digital (que já se encaminha para uma era pós-digital, na realidade). Os avanços tecnológicos estão alterando muito a forma como as pessoas consomem e se relacionam com as marcas que, por sua vez, devem estar atentas e se adaptar a isso. O conceito que será abordado hoje é a internet das coisas, que apesar de já estar presente no dia a dia, ainda é algo mais recente. As empresas que ainda não estão preparadas para isso precisam começar esse processo.

 

O que é a Internet das Coisas (IoT)?

 

Não são mais apenas as pessoas que estão conectadas à grande rede mundial de computadores. Agora, as coisas também estão! Objetos que fazem parte do dia a dia, como eletrodomésticos e até roupas e calçados já podem se conectar a internet por meio de aplicativos, celulares, computadores, tablets e outros dispositivos que ainda nem surgiram.

 

A internet das coisas está fazendo com que a fronteira entre o mundo físico e digital se torne cada vez menos marcante, e dentro de pouco tempo, é muito possível que esse limite nem exista mais. O termo foi cunhado há quase 20 anos, em 1999, por Kevin Ashton, do MIT, que já antecipava o que estava por vir.

 

 

Aplicações práticas

 

Conceitualmente, ainda pode ser difícil de entender o que de fato significa a internet das coisas, por isso, vamos a exemplos práticos. A Nike lançou uma espécie de pulseira inteligente, a Nike + FuelBand SE, que registra todos os movimentos de quem usa e se conecta a um aplicativo no smartphone. A partir disso, a pessoa recebe avaliações sobre as atividades físicas que praticou ao decorrer do dia e até dicas de exercícios que tenham mais a ver com seu perfil.

 

Você já imaginou que hotéis podem ter um prejuízo real com o roubo de toalhas? Isso é tão sério que alguns hotéis dos Estados Unidos estão testando um recurso novo para inibir os roubos: implementar etiquetas RFID nas toalhas para rastreá-las por meio de um sistema computadorizados. Uma das empresas que adotou essa ferramenta já conseguiu economizar cerca de 15 mil dólares!

 

 

Como me adaptar a essa nova realidade?

 

As empresas devem enxergar a internet das coisas como uma aliada e não como mais um obstáculo para conquistar o cliente. Por isso, uma dica é começar a usar essa abordagem internamente, pesquisando formas de melhorar a coleta e seleção de dados, por exemplo, ou de aumentar a eficiência de outros processos.

 

E quando a marca já estiver mais habituada com esse conceito, é hora de avançar e levá-lo para os consumidores. Retome as suas personas e recrie um dia na vida delas: de que forma seria possível implementar a internet das coisas organicamente nesse cotidiano?

 

Altos investimentos

 

E para comprovar que a internet das coisas é uma aposta certeira para o futuro, a SAP (criadora de softwares de gestão de empresas) já anunciou que pretende investir dois bilhões de euros nesse segmento até 2020. O investimento vai acontecer por meio de incentivo a pesquisas, aplicativos e aquisições.